28.4.14

Amarelo no cinza

Esta foto é recente. No dia que eu fotografei, não era bem um dia legal para mim, estava naqueles dias em que o humor sobe e desce em questões de segundo sabe? Me atrevi a sair de casa sem rumo, sem saber que horas voltaria, sem saber se haveria volta. Não, não é isso que você está pensando, eu não estava indo embora de casa, estava apenas indo, não sabia nem para onde e muito menos o porquê. Mas fui e no caminho, vi essas rosas amarelas que me encheram o peito e fizeram o meu eu inchar de desejos, desejos que eu não gostaria de tê-los, pelo simples fato de serem desejos, pois é preciso ter desejo, quando se realiza não é mais desejo, deixa de ser. Essa flor, essa cor, essa imagem icônica, me levou o coração,  invadiu o meu misterioso âmago, desvirginou as minhas vontades surreais, escancarou os meus problemas caóticos, enfim, me mostrou o amarelo em todas as suas formas de cor e de significado. É como se o meu dia cinza tivesse sido sujo de amarelo, amarelo da cor do sol, da cor da praia, da cor do brilho...
Não tive a prepotência de arrancar a rosa e nem de fazer aquela velha brincadeira de bem-me-quer, mal-me-quer. NÃO! Não fiz isso, apenas admirei-a como um símbolo de paz e tranquilidade que sorrateiramente invadiu o meu dia que estava perdido com os fatos homéricos que haviam se sucedido. Acho que em outros tempos, no apogeu da minha incessante busca, eu teria arrancado todas as flores e feito essa brincadeira, até não restar mais nenhum, só para constatar se era bem ou mal que me queriam, mas me lembrei que desta brincadeira não se leva nada, só se leva a vida da flor.
Entre os filtros, entre as manipulações, entre as brincadeiras de sorte, entre os ditos populares e os provérbios, existe uma coisa muito melhor para se preocupar e se constatar. O quê? Não sei...É amarelo! É vida! É paz!

12 comentários:

  1. lindo lindo, pra que arrancar a flor do lugar dela só pro nosso puro prazer

    temgenteolhando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto. A foto é linda!
    Beijos | www.doseujeito.tk

    ResponderExcluir
  3. Nossa que lindo!!
    Tem dias em que a gente está assim mesmo, e que privilégio é encontrar no meio do caminho algo que nos eleva o estado de ânimo e mostra o quanto há beleza ainda por aí. Bom quando se acha nas coisas mais simples!

    Curta: https://www.facebook.com/BLOGAngelP?fref=ts

    Big Kiss ;*
    www.angelpoubel.com

    ResponderExcluir
  4. É beleza no seu estado puro da natureza.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Belas flores, tem dias que a gente tá assim neah?!
    Eu também tenho vontade de ir, demorar bastante, pensar, olhar as coisas e voltar quando me der vontade.. rsrs

    http://www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  6. Acho que todos encontramos o amarelo depois de um dia cinza, não é mesmo? Legal o texto!

    Bjs, Raquel.

    morethanaworld.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nosso eu nao gosto quando as pessoas arrancam a flor bonita e fazem bem me quer e mal me quer parece q nao tem etica flor é pra ser amirada
    Ameeei sua foto

    Maluca por Estrelas
    http://malucaporestrelas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Que texto interessante. Me fez pensar: são as coisas simples da vida que fazem a diferença. Que trazem alegria para nossos dias.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Que foto linda <3 Muito bom o texto.

    http://minhas-indecisoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Essa flor é linda e muito inspiradora. Não tem como passar por algo tão lindo assim e levá-la para casa, nem que seja em uma foto. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  11. Texto maravilhoso, a escrita está ótima! Cada palavra me tocou, eu sou apaixonada por flores e fotografa-las.

    http://blogvermelhovintage.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ai que beleza ♥ O texto tá perfeito, quase choro aqui.
    Sou louca por flores, amo forte ♥
    sorrisoselivros.com

    ResponderExcluir

não vou retribuir sua visita.